buscar menu

A Operação Lava-Jato em Números

Compartilhe: Compartilhar no LinkedIn Compartilhe no Whatsapp

A corrupção não é um assunto novo no Brasil. Nesse sentido, é comum vermos, diariamente, em nossos noticiários que milhões de reais estão sendo desviados dos cofres públicos. Desse modo, a situação está em um patamar tão grave que a população já vê a corrupção como algo inerente ao serviço público e procura votar em candidatos que tenham menos fama de corruptos.

Entretanto, atualmente vem ocorrendo em nosso país, uma onda de processos contra figuras influentes na política que jamais havia ocorrido outrora. Pela primeira vez na história do Brasil, uma operação levou tantos políticos para o banco dos réus e isto trouxe uma fagulha de esperança para os brasileiros que se sentiram inspirados a ir para as ruas protestar.

A operação Lava-jato tem um papel tão relevante e eficaz no país, que outros países já se inspiram em seus moldes para aplicar em suas fronteiras. A operação, que leva a imagem do Juiz Sérgio Moro, é reconhecida internacionalmente, o que levou o juiz a ganhar diversos prêmios, como o de personalidade do ano, da revista Isto é e o da décima-terceira personalidade do mundo, da revista Fortune.

Os brasileiros veem a operação Lava-Jato com orgulho. Entretanto, ainda existem aqueles que pensam que a operação se trata de uma manobra política para enfraquecer alguns partidos. Diante disso, acusam o juiz Sérgio Moro de ser parcial e perseguir apenas alguns políticos, enquanto ignora as práticas criminosas de outros.

Existe um princípio processual muito conhecido na nossa legislação, que é o princípio da inércia do judiciário. Neste princípio, o juiz, representante do Estado, não pode decidir sobre qualquer coisa que for da vontade dele. Muito pelo contrário, o juiz pode se debruçar apenas sobre os casos que chegam em seu gabinete, estando vedado a denunciar pessoas e a condená-las sem prévia instauração processual. Diante disso, o juiz Sérgio Fernando Moro apenas pode julgar casos de pessoas que o Ministério Público Federal denunciar.

Números da Operação Lava Jato, segundo a Polícia Federal:

Mandados de Busca e Apreensão: 844

Mandados de Condução Coercitiva: 210

Inquéritos Policiais instaurados: 326

Procedimentos de quebras de sigilo bancário e fiscal: 650

Bens bloqueados ou apreendidos nas operações: R$ 2.400.000.000,00

Bens repatriados: R$ 745.100.000,00

Valores analisados em operações financeiras investigadas: R$ 12.500.000.000.000,00

 

Portanto, podemos observar que a operação rendeu bons frutos para o país. Além disso, trouxe para os políticos o receio de cometer novas infrações, haja vista, que nunca havia acontecido antes de um ex-chefe de Estado ser condenado criminalmente.

 

 

Acesse o portal da nossa ouvidoria e participe.

Quero conhecer