buscar menu

Um País honesto é um País mais Rico!

Compartilhe: Compartilhar no LinkedIn Compartilhe no Whatsapp

O que poderia ser feito com o dinheiro perdido com a corrupção?

Educação : O número de matrículas na rede pública de Ensino Fundamental saltaria de 3,45 milhões para 51 milhões.

Habitação: A perspectiva do PAC é atender 3,96 milhões de famílias; sem a corrupção, outras 2,94 milhões poderiam entrar nessa meta (74,3% a mais)

Saúde? Nos hospitais do SUS, quantidade de leitos para internação, que hoje é de 367,3 mil, poderia aumentar 89%, ou seja, 327 mil leitos a mais do que a nossa quantidade atual.

Infra=estrutura: Os 2.518 Km de ferrovias, conforme as metas do PAC, poderiam ser 525% maiores e o número de portos poderia saltar de 12 para 184. Além disso, 277 novos aeroportos poderiam ser construídos.

Diante disso com o superfaturamento, da propina, mensalão , dinheiro na meia ou na cueca . Tudo isso o faz Brasil perder, por ano, entre R$ 41, 5 bilhões e R$ 69,1 bilhões, segundo o departamento de competitividade e tecnologia da federação das industrias (DECOMTEC) .

No que tange a salários, cada brasileiro recebe em media R$14,47 mil por ano. Ele passaria a receber R$ 16, 71 mil, ou seja, 4,4 salários mínimos a mais.

Se a corrupção não existisse, o aumento da renda por capitais (R$ 18.388) seria 27%, o equivalente a quase oito salários mínimos a mais.

Portanto, podemos concluir que se não fosse a má gestão de nossos governantes, o Brasil poderia ser um país de primeiro mundo, haja vista que dinheiro o país tem muito, o problema é que ele está indo para o lugar errado.

Onde que entra a OPS (observatório político social ) nessa percepção  do índice de corrupção ?

Como projeto de extensão, o Observatório Político Social, um instrumento democrático, objetiva trazer para o cidadão Belo Horizontino como está sendo gasto o dinheiro público da cidade. Dessa forma, podemos conseguir uma maior adesão popular no controle dos Gastos Públicos, o que culminará em uma gestão mais voltada a atender os anseios da comunidade, de acordo com o projeto BH 2030.

Acesse o portal da nossa ouvidoria e participe.

Quero conhecer